ACADEMIA DA FORÇA ÁEREA – AFA

Academia da Força Aérea (AFA) é um estabelecimento de ensino em nível superior da Força Aérea Brasileira, situado em Pirassununga, Estado de São Paulo e reconhecido pelo Ministério da Educação. Integra o sistema de formação e aperfeiçoamento de pessoal do Comando da Aeronáutica (COMAER) e está subordinada à Diretoria de Ensino (DIRENS) da Força Aérea Brasileira (FAB). Tem como finalidade a formação de oficiais da ativa para os quadros de aviadores, intendentes e infantes da FAB.

É internacionalmente reconhecida pela excelência na formação de seus pilotos militares e, por meio de cooperação entre o Estado Maior da Aeronáutica (EMAER) e nações amigas, forma, também, oficiais de outros países da América Latina e da África, na maioria, países de fala hispânica ou portuguesa (por ano, são admitidos até dez cadetes estrangeiros).

O ingresso na AFA ocorre mediante a aprovação em concursos públicos anuais de admissão, de âmbito nacional. As informações sobre esses concursos estão disponíveis em todas as organizações do Comando da Aeronáutica.

Atualmente, a Academia forma oficiais dos seguintes cursos:

  • Curso de Formação de Oficiais Aviadores (CFOAv)
  • Curso de Formação de Oficiais Intendentes (CFOInt)
  • Curso de Formação de Oficiais de Infantaria da Aeronáutica (CFOInf)

Além disso, todos os cadetes da Academia, ao final do curso, recebem o título de bacharéis em Administração, com ênfase em Administração Pública.

O Curso da AFA

Os Cadetes Infantes (CFOInf) estudam Métodos de Defesa e Segurança das Instalações Militares, Emprego de Defesa Antiaérea de Aeródromos e Sítios, Comando de Frações de Tropas e do Serviço de Salvamento e Combate a Incêndio (SESCINC), além de Legislação Militar, Direito Militar, Emprego de Armamento, Serviço Militar e Mobilização, entre outras. Os Infantes ainda passam pelos Estágios de Básico de Combatente de Montanha e de Instrutor de Tiro. A instrução de Paraquedismo para os infantes é ministrada pelo Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento, o PARA-SAR, e tem o objetivo de capacitá-los ao desempenho de missões de ataque e resgate. Após quatro anos de formação acadêmica, são declarados Aspirantes a Oficial e começam a desempenhar suas atividades operacionais de combatente terrestre, como elemento-chave do Sistema de Defesa do Comando da Aeronáutica, em todo o território nacional.

Os Cadetes Intendentes (CFOInt) estudam em laboratórios de administração e intendência, onde aprendem a ciência e a tecnologia moderna da gestão econômico-financeira e dos serviços especializados de intendência, preparando-se, assim, para as tarefas de um combatente de superfície, integrado ao sistema logístico do Comando da Aeronáutica. Após quatro anos acadêmicos, são declarados Aspirantes a Oficial e começam a desempenhar suas atividades administrativo-operacionais nas diversas Organizações do Comando da Aeronáutica, distribuídos por todo o território nacional. O Curso de Formação de Oficiais Intendentes aceita matrícula de cadetes do sexo feminino na AFA.

Os Cadetes Aviadores (CFOAv) iniciam a instrução aérea na 2ª série, voando o T-25 “UNIVERSAL”, avião de instrução primária/básica de fabricação nacional, e, nessa aeronave, voam cerca de 50 horas. Na 4ª série, os cadetes realizam a sua instrução na aeronave T-27 “TUCANO”, turboélice de instrução avançada, também de fabricação nacional, no qual voam cerca de 100 horas.

Requisitos básicos para ingresso na AFA

São eles:

  • ser brasileiro nato;
  • não possuir menos de 17 (dezessete) anos nem completar 23 (vinte e três) anos de idade, até 31 de dezembro do ano da matrícula no curso, conforme alínea “b”, inciso V, Art. 20 da Lei nº 12.464, de 04 de agosto de 2011; e
  • ter concluído com aproveitamento o Ensino Médio do Sistema Nacional de Ensino, de forma que possa apresentar, na data da Concentração Final e por ocasião da Validação Documental, o Certificado, Diploma ou declaração de conclusão, acompanhado do Histórico Escolar do referido curso, expedidos por estabelecimento de ensino reconhecido pelo órgão oficial federal, estadual, distrital, municipal ou regional de ensino competente.

Etapas do Concurso

O Concurso é constituído das seguintes etapas:

  1. Provas Escritas: Língua Portuguesa; Física; Matemática; Língua Inglesa; e Redação;
  2. Inspeção de Saúde (INSPSAU);
  3. Exame de Aptidão Psicológica (EAP);
  4. Teste de Avaliação do Condicionamento Físico (TACF);
  5. Procedimento de Heteroidentificação Complementar (PHC); e
  6. Validação Documental.